www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Carangola participa de Seminário com a Jornalista Paula Saldanha no TCERJ

No dia 02 de dezembro o Secretário de Meio Ambiente – Francisco Cabral – participou de mais uma das palestras realizadas no desenvolvimento da Agenda Ambiental do TCERJ. Nessa oportunidade a palestra contou com a participação da conceituada  Jornalista Paula Saldanha. Que fez um relato de todo o seu trabalho desde os tempos da TV GLOBINHO, GLOBINHO REPÓRTER e o Programa EXPEDIÇÕES, que mostra todo o Brasil, os problemas e impactos ambientais causados pela derrubada da floresta amazônica, a exploração mineral e o agronegócio (soja e bovinos). Disse também do grande potencial da floresta com seus recursos naturais e o conhecimento que a população indígena e local detêm, pois essas são as grandes riquezas que se mantida a floresta amazônica esse é um recurso inesgotável. Paula Saldanha destacou ainda a importante parceria de seu trabalho com o seu companheiro de 38 anos de casados e de trabalho o Biólogo Roberto Werneck.

O Secretário de Meio Ambiente Francisco Cabral colocou em debate para a  Jornalista Paula Saldanha, em primeiro lugar parabenizando-a pelo trabalho e citando que ele se considera um dos frutos da luta e do trabalho dela como ambientalista, um filho da causa ambiental dentre tantos, sendo ela uma de suas principais  fontes inspiradoras em defesa do meio ambiente. Em sua colocação Francisco Cabral fez um paralelo em sua fala, sobre a destruição da FLORESTA AMAZÔNICA e a poluição e degradação ambiental de todo nosso ecossistema, tais como poluição de córregos, rios, lagos, praias e oceanos e a destruição da nossa FLORESTA ATLÂNTICA num passado recente, pois considera que meio ambiente não tem fronteiras, disse: “a Amazônia um dia foi aqui”.

Paula Saldanha destacou que nós podemos ajudar a FLORESTA ATLÂNTICA, pois ela se regenera naturalmente com a ajuda de cada um e do trabalho de entidades como o Programa da FUNDAÇÃO SOS MATA ATLÂNTICA, a vida se restabelece, ela se recompõe em floresta secundária. Exemplos citou: os Parques, Picos e Florestas no Rio de Janeiro, o ecossistema sendo preservado ressurgem a flora, a fauna e as nascentes, produzindo água; ao contrário da FLORESTA AMAZÔNICA que não se regenera, o máximo no local se preservado nasce uma capoeira baixa, chamada Juquira, terminou dando mais um de seus gritos de alerta. “VIVA A FLORESTA”.

O Secretário de Meio Ambiente Francisco Cabral fez uma denuncia à Jornalista Paula Saldanha dos danos ambientais que serão causados pela construção do Minerioduto Minas/Rio. Ficando para as populações de Minas Gerais e Rio de Janeiro a destruição e a degradação ambiental. Paula Saldanha solicitou o encaminhamento dessa denúncia formalmente para o estudo do caso que ela desconhecia. Fato esse já postado no site do Programa Expedições que certamente irá motivar a realização de uma reportagem sobre o tema.

Ofertas

[secvitrine/google/198553]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.