Site icon Portal Carangola

PM orienta atleticanos a não usar camisa do time no trajeto até o Mineirão.

Mais de 50 mil cruzeirenses e cerca de 6 mil atleticanos. Este é o público estimado para o jogo decisivo do Campeonato Mineiro neste domingo. Cruzeiro e Atlético se enfrentam a partir das 16h no Mineirão. No último jogo, realizado no Mineirão, o primeiro da história do clássico mineiro com 10% de uma das torcidas, torcedores celestes protagonizaram cenas de vandalismo no Estádio do Independência. Ao todo, 22 pessoas foram presas. Para a final, a Polícia Militar garante um esquema de segurança ainda mais forte e o principal objetivo é evitar confrontos entre os rivais.
Umas das orientações da corporação é direcionada aos alvinegros. A PM sugere que os atleticanos não vistam camisa do time no trajeto até o estádio para evitar afronta aos cruzeirenses. As avenidas Antônio Carlos e Abraão Caran deverão ser as vias usadas pelos atleticanos. Já os rivais deverão passar pelas Avenidas Pedro II e Carlos Luz. Um grande efetivo policial será empenhado para acompanhar todo o trajeto.
A PM irá reforçar o policiamento nas 18 estações de Metrô, nas concentrações de torcidas organizadas e nos encontros de torcidas nos bairros de Belo Horizonte. Todo o entorno do Mineirão contará com policiamento ostensivo. A PM espera coibir qualquer tipo de brigas entre os torcedores, “surfe” em ônibus e depredação de veículos Segundo a corporação, haverá ainda ações pontuais contra cambistas, flanelinhas e vendedores ambulantes.
O acesso ao Mineirão para os atleticanos se dará exclusivamente pelo setor A – Norte (cor laranja), onde estão os assentos reservados ao time

Primeiro clássico foi marcado por vandalismo por parte dos cruzeirenses

visitante. Os cruzeirenses poderão ingressar no estádio pelos setores B, C, D, E e F.
No clássico do último domingo, no Independência, os torcedores cruzeirenses, minoria no estádio, tiraram parte do brilho do espetáculo. A eles foi reservado espaço nas arquibancadas acima dos atleticanos que fazem parte do programa ‘Galo na Veia”. Antes mesmo do jogo começar eles arremessaram vários objetos na parte inferior. Pilhas, moedas, copos, grãos de milho e até bombas foram lançados. Por sorte, ninguém se feriu.

O Comandante do Policiamento Especializado, coronel Antônio de Carvalho Pereira, esclareceu que a cena foi fruto de briga entre os próprios cruzeirenses. Porém, os torcedores alvinegros garantiram que a ação foi proposital. Imagens das câmeras de segurança do Estádio Independência foram envidadas para o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Quatro torcedores que arremessaram objetos foram identificados e presos. Segundo a PM, ao todo foram detidas 22 pessoas entre cambistas, flanelinhas e vândalos.

Fonte: Portal Uai

Sair da versão mobile