Uma brasileira vai entrar para a história a partir de segunda-feira (28). A paraense Hildelene Bahia vai assumir o comando de um navio petroleiro.

É a primeira vez que uma mulher chega a este posto na Marinha Mercante. Hildelene mostra que está acostumada a ser pioneira.

O navio-tanque CARANGOLA tem um motor 800 vezes mais potente que um carro popular. São 160 metros de comprimento e altura equivalente a um prédio de nove andares. Ele armazena mais de 18 mil toneladas de óleo cru e combustível.

Para carregar uma carga tão grande, o navio precisa de muita organização. São 26 pessoas trabalhando para garantir a segurança e também a rapidez no transporte. Os petroleiros são fundamentais para a matriz energética brasileira.

No timão

“Eu te confesso que, no Rio de Janeiro, no volante, eu sou muito, muito ruim”, diz ela. “Mas no timão eu me garanto!”

Hildelene tem 35 anos e nasceu no Pará. Ela fez parte da primeira turma de mulheres da escola de formação de oficiais da Marinha Mercante. A paraense já foi pioneira antes: foi a primeira mulher a ocupar a função de imediato e a receber a carta de capitão de cabotagem.

Mas Hildelene sempre almejou o posto de capitão e já imprime um estilo diferente ao navio: nada de voz alta ao dar comandos aos tripulantes.

A tripulação que ela vai comandar já foi conquistada: “é uma honra saber que a gente vai participar deste momento e aprender com uma mulher no comando. É uma grande satisfação”, diz um tripulante.

O atual comandante do NT Carangola está fazendo uma transição. “Eu fico satisfeito porque acompanhei a comandante Hildelene desde o princípio e agora estou passando o comando a ela”, diz o comandante Gilberto Maciel.

Maciel já apresentou a Hildelene o principal camarote do navio, que vai ser a casa dela oito meses por ano.

Hildelene continua determinada a fazer história. “Está faltando mais um [cargo] que é ser capitão de longo curso”, diz a paraense. “Faltam uns dois anos mais, mas eu tenho certeza que esse desafio será mais uma etapa e com certeza eu chegarei lá.”

ntcarangola

Fonte: www.pbagora.com.br

Ofertas: notebook desktop

4 thoughts on “Pela primeira vez na história uma mulher no comando do Carangola

  1. parabems pra vc hildelene quem diria sou mercante tambem graças a deus sou irmã da Rosileine Cordeiro que estudava com vc no serra freire ou no avertano Rocha eram amiga Sara da * de mais enfim conheço vc desejo a vc toda a felicidade do mundo deus te abençoe te ilumine e te quarde en segurança 1 forte abraço meu end é cordeiro.rosileide@hotmail.com agora moro en Natal /RN

  2. oi mechamo beth meu marido esta em barcado no carangola ele se chama jonthan de souza ele falou pra mim que a comandante seria uma mulher eu achei o maximo as mulheres no pode chega de homens mandando vc esta de parabéns.vou mudar de assunto vou pedir pelo meu marido ele ja fez varios curso pra ser a fetivo não foi chamado ainda sera que épedi de mais da uma forcinha  ele esta em barcado com mac ta uma força pra nossa família muito obrigada posso chama a senhora de minha comantante rs tel 95557346 ou76279637/

  3. Parabéns para essa bela mulher, Hildelene. Sua beleza está na determinação pelo que faz. Um sexo frágil que lutou e conquistou um novo território profissional para as mulheres, que de sexo frágil não tem nada. Sou um homem que me orgulho de mulheres que lutam por uma profissão honrada. Seja qual for ela.
    Mais uma vez parabéns. Você foi notícia no jornal em que trabalho aqui em Manaus/Am.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Don`t copy text!