www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

Pedreiro é preso capturando pássaros na zona rural.

MANHUAÇU (MG) – O pedreiro Adalberto Firmino de Siqueira foi preso pela Polícia Militar de Meio Ambiente com vários apetrechos para captura de pássaros. O rapaz saiu da região metropolitana de Belo Horizonte e acampou numa lavoura no córrego Bem Posta durante o final de semana. Ele tinha até um aparelho de som portátil com canto de pássaros para atrair as presas.

A ação policial aconteceu a partir de uma solicitação do caseiro da propriedade. Ele achou estranho que pela manhã viu uma caminhonete escondida atrás de algumas bananeiras, na área da fazenda.

Os policiais do Meio Ambiente, Sargento Edigar, Cabo Kennedy e Cabo Roger foram para o local e tiveram apoio da viatura do Sargento Celso Lopes e Soldado Everson.

Havia dois elementos nas proximidades. Um deles conseguiu fugir, enquanto o pedreiro foi abordado. Adalberto contou que é de Santa Luzia (peto de Belo Horizonte) e tinha vindo a região no final de semana. O amigo, que disse chamar João, ele encontrou na BR-262, perto de Matipó, e chamou para ajudar na captura de pássaros.

APARELHO DE SOM PORTÁTIL

Durante as buscas, os policiais acharam um aparelho de som portátil com um pen drive e justamente as músicas eram o canto de pássaros silvestres. Ele usava como chamariz para as aves que queria capturar.

Além disso, a PM encontrou duas gaiolas acopladas a alçapões. Cada uma tinha um trinca-ferro e já havia um terceiro capturado. Havia também uma rede armada nas proximidades para os pássaros ficarem enroscados.

No carro, a PM encontrou um colchão de acampamento camuflado, lanterna, lâmpada de emergência, repelente contra insetos, facão e faca de cozinha.

Autor informou que tem a profissão de pedreiro e dias atrás veio até a região onde realizou levantamentos de pássaros. Ele escolheu o domingo justamente porque o numero de trabalhadores rurais na região é menor.

Adalberto alegou, em tom de ironia, que é “apenas um caipira e que não faz mal aos pássaros. Queria apenas ter um na gaiola em casa”.

Resultado, ele foi conduzido para a delegacia com todo o material apreendido.

Informação e fotos: Carlos Henrique Cruz – portalcaparao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.