www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

Lisca não resiste à sequência de resultados ruins e pede demissão do América.

Na última temporada, o América chegou à semifinal da Copa do Brasil e foi vice-campeão Brasileiro da Série B — Foto: Mourão Panda / América.

O técnico Lisca não resistiu à pressão pelos maus resultados e não é mais técnico do América. A informação foi apurada pela reportagem do Super.FC. O treinador solicitou seu desligamento, em reunião entre a diretoria e a comissão técnica, nesta segunda-feira (14). No comando do time, Lisca obteve 60% de aproveitamento.

Lisca era o técnico mais longevo da Série A e deixa o clube após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, pela terceira rodada da competição. Revés esse que culminou na terceira derrota seguida na competição e se somou a outros quatro empates, um total de sete jogos sem vitória na temporada.

Além disso, o América caiu diante do Atlético nas finais do Campeonato Mineiro, conquistando o vice-campeonato, e foi eliminado da Copa do Brasil, na última quarta-feira (9), após empate em 2 a 2 com o Criciúma – que disputa a Série C – no tempo regulamentar, e derrota nos pênaltis por 3 a 2.

Lisca foi contratado pelo América no dia 30 de janeiro de 2020, cinco dias após a oficialização da saída de Felipe Conceição. O treinador tinha contrato com o clube até o fim da temporada de 2021. À frente do clube foram 82 jogos, sendo 40 vitórias, 27 empates e 15 derrotas. Foram 96 gols pró e 58 contra. O treinador tinha a confiança da diretoria pelos feitos da última temporada, quando levou o América à semifinal da Copa do Brasil, de forma inédita, e conquistou o vice-campeonato da Série B, com apenas um gol de diferença para a Chapecoense, a campeã do torneio.

A missão do treinador era manter o Coelho por dois anos seguidos na elite do futebol, algo não alcançado ainda na era dos pontos corridos. Porém, em 15 dias houve mudança de discurso por parte do treinador, que almejava levar o time a uma competição sul-americana. Em entrevista coletiva após a partida de domingo (13), Lisca afirmou que a luta do time seria para permanecer na Série A.

O treinador demonstrou frustração pelos resultados e incômodo com “questões internas” e, principalmente, por não conseguir fazer o time apresentar melhor rendimento. Aos 48 anos, Lisca havia recebido várias sondagens de clubes nacionais, como Santos, Corinthians, Grêmio e, recentemente, o Internacional.

O técnico deixa o time na lanterna da Série A, com três derrotas em três jogos e nenhum gol marcado.

Com a saída, a diretoria do América trabalha para anunciar o nome de um substituto. O Coelho enfrenta o Cuiabá na próxima quinta-feira (17), pela quarta rodada do Brasileirão. Deixam o clube também seus auxiliares Jorge de Lorenzi e Márcio Hahn.

Confira a nota do América 

O América comunica o fim do ciclo de Lisca como técnico da equipe profissional. Em reunião nesta segunda-feira com Marcus Salum, coordenador futebol clube-empresa, e com a presença de Alencar da Silveira Jr., presidente do Conselho de Administração, Lisca solicitou seu desligamento do comando do time.

Junto à Lisca, deixam também o Clube seus auxiliares diretos Márcio Hahn e Jorge de Lorenzi.

Contratado em 30 de janeiro de 2020, Lisca esteve à frente do América em 82 partidas, somando 40 vitórias, 27 empates e 15 derrotas; 96 gols marcados e 60 sofridos. Além dos excelentes números e o retorno à Série A conquistado na temporada 2020, o técnico entra para a história americana com a melhor campanha do Clube na Copa do Brasil.

O América agradece à Lisca por todos os serviços prestados ao time, juntamente com sua comissão técnica. Somos gratos por engrandeceres o pavilhão do Clube nesta passagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.