www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

Fila de leitos de UTI para Covid em Minas Gerais tem alta de 29% em uma semana.

Fábio Baccheretti, secretário de Saúde de Minas Gerais, alerta para que famílias evitem reuniões nas próximas semanas.

Governo transfere pacientes por causa de lotação de hospitais nas regiões Sul e Oeste

Uma força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde está em Passos, na região Sul de Minas Gerais, para adotar medidas emergenciais por causa do aumento de internações de pacientes com Covid-19 e a indisponibilidade de leitos.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, Fabio Baccheretti, secretário de Saúde, afirmou que trata-se de uma das três regiões com cenário mais preocupante no momento. “Teve nos últimos dias aumento importante de pessoas esperando leito de terapia intensiva”, afirmou o secretário em referência ao Sul de Minas.

As outras duas outras macrorregiões que mais preocupam no momento são a Oeste e a Triângulo Sul. A primeira por causa do aumento da fila de UTI e a outra por causa da alta nos casos de infectados pelo Coronavírus.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 subiu de cerca de 78% na semana passada para 80,9% nesta quinta-feira. Num movimento semelhante, a fila de leitos de UTI subiu de 208 para 269, alta de 29,3% em uma semana.

Entre as medidas adotadas pelo governo de Minas para aliviar o sistema da região Sul está a transferência de pacientes para outras cidades. Baccheretti afirma que já foram feitas transferências de pessoas internadas do Sul de Minas para a macrorregião de Juiz de Fora e da Oeste para o Vale do Aço.

“Nesta semana, a força-tarefa está na região Sul, em Passos, para observar de perto a situação e tomar medidas, como a transferência de pacientes”, afirma o secretário de Saúde de Minas Gerais, acrescentando que também estão atuando para a abertura de novos leitos.

Informação: O Tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.