Dentro de um mês, mais de 5 milhões de candidatos deverão comparecer às 150 mil salas de prova, em 1.599 municípios, para participar da maior edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde a sua criação em 1998. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), todas as etapas de preparação estão dentro do cronograma.

Cerca de 350 mil pessoas estarão envolvidas na aplicação da prova nos dias 22 e 23 de outubro, incluindo fiscais de sala e outros profissionais de apoio. Neste ano, o Inep reforçou alguns pontos estratégicos do processo para evitar erros como os ocorridos em 2009 e 2010. Participam da edição 2011 do Enem a empresa Módulo, especializada em gestão de risco, e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), que fará a certificação do exame.

No ano passado, erros de impressão em cadernos de prova e folhas de resposta tumultuaram o exame, que teve que ser reaplicado para um grupo de estudantes prejudicado. Em 2009, o furto de um exemplar da prova, nas dependências da gráfica contratada para imprimir o material, provocou o adiamento do certame.

O Inep não informou quando os cartões de confirmação de inscrição, que informam ao candidato o local da prova, começarão a ser distribuídos.

Meta do MEC é acabar com os vestibulares tradicionais

Em 2009, o Ministério da Educação (MEC) deu início ao projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem, como forma de ingresso no ensino superior. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de todo o país. A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados em uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni).

As provas do sábado, 22 de outubro, serão de ciências da natureza e humanas. No domingo, 23, os candidatos serão avaliados em linguagens e matemática, além de redação, totalizando 180 questões nos dois dias de exame.

Algumas regras de segurança previstas em edições anteriores, como a proibição do uso de lápis, borracha e relógio durante a prova, estão mantidas. A novidade este ano é um controle maaior em relação aos celulares. Ao entrar na sala de aplicação das provas, o candidato terá que desligar o celular e depositá-lo em um porta-objetos, de onde só será retirado depois que terminar a prova.

Fonte:Portal Realeza

Ofertas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Semana Nacional do Trânsito.

20 de setembro de 2011

1º Encontro de Educação Infantil.

23 de setembro de 2011