www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

FAC – Festival Audiovisual de Cultura apresenta artistas de múltiplas linguagens.

A produção cultural mineira sempre teve destaque nacional quando tratamos de originalidade. Na música, no audiovisual, na performance, vários nomes e projetos de peso se projetaram em seus mercados. Contudo, muitos outros permaneceram no anonimato mesmo munidos de talentos ímpares. Com o propósito de dar visibilidade à produção cultural mineira e com o intuito de reunir um acervo digital original de obras autorais, lançando um olhar atento sobre o que vem sendo produzido nas diversas linguagens artísticas, o FAC – Festival Audiovisual de Cultura anuncia sua realização para os dias 11 de novembro a 11 de dezembro de 2021.

Artistas residentes em Minas Gerais tiveram a oportunidade de inscrever seus trabalhos autorais nas categorias Música, Audiovisual, Artes do Corpo e Híbridas (que transita em mais de uma linguagem). Ao todo, cerca de 500 projetos foram inscritos e apresentados para um time curatorial de alta expertise, composto pela roteirista Mônica Cerqueira, pelo multi-instrumentista Paulo Santos (Uakti), pelo diretor de teatro Marcelo Castro e pelo premiado videoartista Eder Santos. O FAC convidou ainda o pesquisador, dramaturgo e crítico cultural Daniel Toledo para compor a comissão e juntamente com os demais, elaborar a linha curatorial da programação e as trilhas de exibição das obras para o público.

Para esta edição foram selecionadas 40 obras em formato digital com duração de até 5 minutos. Os trabalhos escolhidos pela curadoria irão compor um acervo digital na plataforma exclusiva do festival e serão disponibilizados gratuitamente para o público a partir do dia 11 de novembro. Para Carina Bismarck, uma das idealizadoras do projeto, “o diferencial do FAC está na diversidade, na inquietação e na proximidade das obras selecionadas. A gente se sente representado, sente que conhece parte daquelas realidades. A curadoria tem feito um trabalho primoroso nesse sentido, ao selecionar trabalhos que apresentam o que há de mais criativo e interessante em Minas Gerais”. De acordo com André Hallak, coordenador executivo e co-idealizador do festival, “o FAC se propõe a dar visibilidade aos artistas do nosso tempo, além de reunir acervo de obras originais e autorais. Um olhar atento, porém fluido, sobre o que vem sendo produzido nas artes em Minas Gerais.”

Esta edição do FAC é viabilizada através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, patrocínio da Energisa e a realização é da Casa na Árvore Produções.

SERVIÇO

FAC – Festival Audiovisual de Cultura
11 de novembro a 11 de dezembro

Site oficial: https://www.festivalfac.com.br

Youtube do Festival: https://www.youtube.com/FestivalFAC

Participação gratuita

SOBRE os Curadores

Eder Santos é um dos pioneiros da videoarte e é reconhecido mundialmente por projetos que mesclam artes visuais, cinema, teatro, vídeo e novas mídias. Possui obras nos acervos permanentes de instituições como MoMA (Nova York), Centre George Pompidou (Paris) e sua participação em bienais e festivais no Brasil e no exterior é extensa. Tem uma premiada carreira como realizador e diretor de cinema e TV. É autor de 15 curtas-metragens e 2 longas, incluindo os premiados “Enredando as Pessoas” (1995) e “Deserto Azul” (2014). Na TV, destaque para a direção da premiada série “Contos da Meia-Noite” (TV Cultura, 2004) com 90 episódios. Atualmente, trabalha na finalização do seu terceiro longa de ficção “Girassol Vermelho” e co-dirige o documentário “Santos Dumont, o céu na cabeça”.

Paulo Santos é músico percussionista, multi instrumentista, começou os estudos na UnB com o compositor Emílio Terraza, em Belo Horizonte na Fundação de Educação Artística com o compositor Rufo Herrera e percussão com Décio Ramos. É co-fundador do grupo Uakti, com o qual participou de shows, gravações e oficinas durante os 37 anos de duração do grupo. Atualmente desenvolve o trabalho solo intitulado Show “Pílulas Sonoras”, além de realizar composição e execução de trilhas sonoras para cinema, vídeo e dança. Desenvolve também parcerias com diversos artistas da cena musical atual.

Mônica Cerqueira é roteirista e empresária. Estudou Comunicação Social na PUC Minas e iniciou sua trajetória como programadora do Cine Humberto Mauro/Palácio das Artes. Em Belo Horizonte, no final dos anos 80 até o final dos anos 90, fundou e dirigiu espaços culturais dedicados ao cinema e outras atividades culturais. Foi curadora e organizadora de várias mostras e festivais, dentre eles, 1ª Mostra de Cinema de Tiradentes (1998), Mostra Minas no Ano Brasil na França (2005), Festival É Tudo Verdade em BH (2012 e 2013), Cine 104 em Casa, mostra online (2020). Escreveu os roteiros dos longas de Eder Santos, Deserto Azul (2014) e Girassol Vermelho (em pós-produção). Integrou a equipe de roteiristas da série para TV – Água de Plantar, em exibição no Canal Futura, e atualmente, em parceria com a produtora Trem Chic, trabalha na produção do documentário, Santos Dumont, O Céu na Cabeça, roteiro de sua autoria em parceria com Guga Barros.

Marcelo Castro é um artista da cena. Desde 2016 pesquisa poesia brasileira contemporânea e as diversas formas de embate entre poema e performance. No teatro, desenvolve seu trabalho em parceria com diversos artistas e companhias teatrais brasileiras. Dentre seus trabalhos, dirigiu “Éramos em Bando” (filme-ensaio do Grupo Galpão); Danação (solo de Eduardo Moreira, Grupo Galpão); “Quer ver escuta” (Grupo Galpão); atua nas peças “Três Tigres Tristes” (Plataforma Planos Incríveis) e “Prólogo Canino-Operístico (solo a partir do poema de Carlito Azevedo). Foi membro-fundador do Grupo Espanca! onde permaneceu por 13 anos.

Daniel Toledo é mestre em Sociologia pela UFMG, desenvolve pesquisas sobre site-specificity, descolonização e crítica da modernidade. É autor de várias peças teatrais montadas por artistas e coletivos de Belo Horizonte, além de ter participado de processos curatoriais em dramaturgia, performance e artes visuais. Desde 2011, ele é integrante do coletivo Piolho Nababo e também membro-associado do  JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia, onde atua no acompanhamento crítico de artistas residentes e na coordenação editorial de projetos relacionados aos campos das artes, da cultura e da educação.

SOBRE os idealizadores do FAC

André Hallak é empresário, produtor, diretor e professor de audiovisual. Atua como produtor executivo em diferentes projetos de cinema e TV e seus projetos já foram exibidos e premiados em festivais como É Tudo Verdade (Brasil) e Traces de Vie (França). Produtor cultural nas áreas de eventos, gastronomia, audiovisual, teatro, música e artes visuais. Coordena projetos transmídia conectando áreas da cultura por diversas mídias nas áreas de comunicação, educação e cultura. Há alguns anos promove o Circuito Sapucaí de Gastronomia e Arte, festival gastronômico e cultural que incentiva a produção local.

Carina Bismarck é gestora e produtora cultural com vasta experiência no desenvolvimento de projetos, consultorias, editais e políticas públicas para a cultura. Desde de 2002 atua como professora de empreendedorismo cultural, leis de incentivo à cultura, live marketing e captação de recursos. Foi Coordenadora de Produção na Do Brasil Eventos e na Malab Produções, além de Assessora no Circuito Cultural Praça da Liberdade e na Superintendência de Cultura do Estado da Bahia. Atualmente é Coordenadora de Comunicação do FAC e do projeto Redes Criativas.

OBRAS E AUTORES SELECIONADAS

A GENTE QUER SER – Mário Lúcio Lemos e Lucas Carvalho (Belo Horizonte/MG)

A LUA CAIU NO MEU JARDIM – Nino Rezende (Brazópolis/MG)

A ÚLTIMA FOTOGRAFIA – Cristianne de Sá (Coronel Fabriciano/MG)

AINDA ESTAMOS AQUI – Paloma Arantes e Mariana Barbosa (São João Del Rei/MG)

BROTOS EM LADEIRA – Madu Santos (Belo Horizonte/MG)

CÁ E LÁ – Ale Maggiore (Juiz de Fora/MG)

CADÊ O SANGUE? – Pri Helena (Juiz de Fora/MG)

CICATRIZES – Marcus Liberato (Belo Horizonte/MG)

COLAPSO – Josimar Freire e Francisco Franco (Juiz de Fora/MG)

DÊ ERRE – Maxalalagá e a Orquestra dos Pássaros Biônicos (Belo Horizonte/MG)

DE TRAS MUTAÇÃO – Efe Godoy (Belo Horizonte/MG)

DUALIDADE EXISTENCIAL – Carlos Balarini e Gladstone Navarro (Belo Horizonte/MG)

FRAGMENTOS – Coletivo CO NEXOS (Belo Horizonte/MG)

IBITIPOCA BLUES CACHOEIRA – Dudu Lima (Juiz de Fora/MG)

INABITÁVEL – Loïc Ronsse (Belo Horizonte/MG)

JORNADA AO TRABALHO – Bruna Schelb Corrêa (Cataguases/MG)

MARÉ – Heberte Almeida (Contagem/MG)

MATRIZ MOTRIZ – Letícia Nabuco (Juiz de Fora/MG)

MULTIDÕES DE SI – Henrique Roscoe (Belo Horizonte/MG)

NÃO NOS CABE – Chris Tigra (Belo Horizonte/MG)

NOTÍCIAS DE ONTEM – Gabriela Viegas (Viçosa/MG)

ÓRBITA – Catapreta (Belo Horizonte/MG)

ORLA NORTE – Pedro Rena (Belo Horizonte/MG)

OS SONHOS JÁ ENCONTRARAM OUTRO TEMPO – Pedro Carcereri (Juiz de Fora/MG)

PROMETO – Cau Tar (Além Paraíba/MG)

QUANDO AMANHECER – Djalma não entende de política (Belo Horizonte/MG)

RAINHA DO MAR – FLIP (Cataguases/MG)

REZA – Paola Bebianno (Belo Horizonte/MG)

ROMANI – Caetano Brasil (Juiz de Fora/MG)

RUÍNA – Bárbara Lissa (Belo Horizonte/MG)

SOBRE NÓS – Thainá Carvalho (Belo Horizonte/MG)

SOLO DECLAMATÓRIO PRA DESABAFAR POESIA – Marcelo Rocha (Governador Valadares/MG)

SONHOS EM PÓ – Rafael Santos Macedo (Belo Horizonte/MG)

TERCEIRO TEMPO – Lucas Almeida e Sinais (Belo Horizonte/MG)

TUMBEIROS – Lucas Soares (Juiz de Fora/MG)

VEM VINDO ALGUÉM, SERÁ? – Luís Evo (Esmeraldas/MG)

VENENO – Ana Pi (Uberlândia/MG)

ViDa TeRrEnA NãO IdEnTiFiCaDa – Nanaue (Belo Horizonte/MG)

WAKANDA – Tamara Franklin (Ribeirão da Neves/MG)

ZULU ALIEN – Paulo Maurício de Carvalho (Belo Horizonte/MG)

Os idealizadores e curadores estão disponíveis para entrevista.

Vamos marcar?

O material segue em anexo.

Mais imagens aqui: https://bit.ly/MaterialFAC

luísa gontijo

retalho | comunicação e produção cultural

Facebook e Instagram: @agenciaretalho
+55 (31) 9 9772 4039 / 9 9244 4880

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.