Ícone do site Portal Carangola

CRIADO EM 1959 E FECHADO DESDE 2015, MUSEU MUNICIPAL SERÁ REABERTO DEPOIS DE SOFRER COM DUAS ENCHENTES CONSECUTIVAS.

para Jornal, Carangola, Acontece, Jornal, Rádio, É, Jornal, G1, RADIO, TV, Milena, De, WebTV, Click, TV, Portal, Fellype, Palmira, mgtv.jf, mariaelisa.diniz

Um dos maiores patrimônios da cultura carangolense, o Museu e Arquivo Municipal de Carangola criado em 1959 será reaberto novamente para a comunidade e turistas que visitam a cidade a partir desta sexta-feira (24/06).

Fechado desde 2015, o Museu Municipal sofreu com as duas últimas grandes enchentes (2020 e 2021) e como consequência cerca de 40% de seu acervo sofreu danos. Tão logo assumiu a Prefeitura, Silas Vieira determinou como uma prioridade a recuperação do acervo. Hoje, o Museu está ocupando  um espaço situado na Rua Coronel Olímpio Machado, 141(em frente à Policlínica Municipal) que está abrigando provisoriamente a sede da instituição.

O Museu de Carangola é dividido nos setores de História Regional – são objetos diversos sobre a vida cotidiana, mundo do trabalho, objetos de personalidades da cidade, obras de arte, ferramentas, armas, vestuário, mobiliário, arte sacra, dentre outros. No setor de Biodiversidade o Museu conta com coleções de mineralogia, rochas, fósseis, coleções de taxidermizados de animais da região, aves, peixes do Rio Carangola, amostras botânicas dentre outras coleções. O setor de arqueologia é formado pelo acervo dos sítios arqueológicos de “Toca dos Puris” de Ponte Alta e artefatos do Sítio Arqueológico Córrego de Maranhão (Distrito de Alvorada) alguns datados de 1700 anos. Já o setor de Arquivo Histórico conta com documentos de toda a região que no passado pertenciam ao município de Carangola, alguns documentos datados da metade do Século XIX.

“Estamos numa fase de recuperação da nossa história. A abertura do Museu será uma amostra de parte do acervo recuperado”, disse o Diretor do Museu, Eduardo Pimentel.

“Vivemos um momento de resgate da história, da memória e da cultura de Carangola. Nosso próximo passo será lutar para a construção de uma nova sede permanente para o nosso Museu”, disse o Secretário de Cultura e Patrimônio Histórico e Cultural, Randolpho Radsack.

 

 

Sair da versão mobile