www.portalcarangola.com

O primeiro portal de notícias de Carangola-MG e região.

Portal Carangola

O 1º site de notícias de Carangola e Região

CREAS muda realidade de morador de rua de MANHUAÇU.

O CREAS – Centro de Referência Especializada de Assistência Social, de Manhuaçu, após trabalho sério e intenso, conseguiu reverter a situação de um morador de rua. Trata-se do Thiago, que ficou popularmente conhecido após alguns munícipes, numa atitude maldosa, divulgarem na internet vídeo em que o jovem aparece andando nu pela cidade. Thiago, que atualmente recebe tratamento por dependência química, foi acolhido pelo CREAS, passou por todo cuidado necessário, e foi encaminhado para o pai, no município de Macaé, no Rio de Janeiro.
A reportagem conversou com o assistente social e o coordenador do Centro de Referência, que comentaram o caso. “Nós começamos um trabalho com o Thiago em outubro de 2014, quando descobrimos o vídeo” – disse o assistente social do CREAS Amadeu Brandão. “Ele já havia sido abordado por nós antes, mas devido às dificuldades de fala e escuta do próprio cidadão, não conseguimos fortalecer os vínculos com ele” – explica Brandão ao revelar que Thiago é dependente químico. “Após isso, com o apoio da Polícia Militar, conseguimos levá-lo pelo Caps 2, onde ele passou por uma consulta psiquiátrica e começou a ser medicado com a ajuda dos educadores sociais”. Desde então, Thiago passou também a frequentar o CREAS, onde podia se higienizar, tomar banho, aparar a barba, se alimentar e etc.
A partir disso, conforme ainda relatou Amadeu Brandão, Thiago demonstrou avanços, voltando a falar e escutar, apesar do raciocínio ainda debilitado. “Dentro disso, descobrimos que ele conseguia ler naturalmente. Nós também conseguimos encontrar familiares dele e fortalecemos o vínculo com o pai do Thiago, explicando toda a situação e, diante disso, o pai manifestou o desejo de acolhê-lo”. Após isso, no último dia 24, a equipe do CREAS reinseriu Thiago no seio familiar. O pai assumiu a responsabilidade de dar continuidade ao tratamento do filho. O caso do rapaz foi encaminhado para o Centro de Referência e o Caps 2 do município de Macaé para que haja continuidade ao tratamento do jovem.
“Nós trabalhamos em casos como esses, onde as pessoas têm seus direitos violados, como nos casos de situação de rua, abandono, abuso, exploração sexual, rompimento de vínculos, violência física e etc” – diz Wagner Caldeira, coordenador do CREAS. “Dentro do serviço que ofertamos, temos assistentes sociais, psicólogos, advogados e educadores sociais, uma equipe multidisciplinar que busca a prevenção nessas situações de risco pessoal e social” – evidencia Caldeira. Ainda nesse sentido, o Centro de Referência também lida com situações de alta complexidade, contando com um centro de acolhimento, o Casa Lar, situado no Bairro Alfa Sul, onde atualmente se encontram doze adolescentes que foram destituídos da família temporariamente por questões de risco.

Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.