Vigilância Ambiental articula ações para combate a Dengue em Manhuaçu.

Com a chegada do período das chuvas os órgãos de saúde voltam sua atenção para a proliferação do mosquito transmissor da dengue e a qualquer lugar que possa juntar água limpa e parada. Pratos de vasos de plantas, caixas d’água mal tampadas, latas, garrafas, plásticos, cacos, pneus, piscinas sem tratamento da água, calhas e outros objetos, são locais apropriados para o foco do mosquito Aedes Aegypti depositar seus ovos.
Com intuito de prevenir a infestação do mosquito a Secretaria Municipal de Saúde de Manhuaçu, por meio do Setor de Vigilância Ambiental, na última semana, recebeu uma equipe de agentes para realizar o trabalho de orientação à população, no sentido de que cada morador possa colaborar com a campanha “Dengue tem que acabar”.
Para reforçar ainda mais as ações, na segunda-feira, 28, a equipe de mobilização social em saúde e enfrentamento à dengue, da Secretaria de Estado da Saúde realizou reuniões intersetoriais com a participação de instituições, clubes de serviço, escolas e comunidade em geral, a fim de fortalecer as ações preventivas.
As articulações acontecem durante toda essa semana, sendo realizadas em conjunto com a Vigilância Ambiental, Samal e outros órgãos municipais. Segundo a coordenadora da equipe de mobilização social em saúde, Daniela Arantes, “esse momento é de fundamental importância para envolver toda a comunidade na batalha de combate ao mosquito transmissor da dengue. A equipe da Secretaria de Estado da Saúde está em quatorze municípios ao no entorno de Manhuaçu para buscar força e a solução para os problemas. A comunidade deve e precisa participar, para evitar a proliferação do mosquito”.
De acordo com a coordenadora do Setor de Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, a força tarefa que está em Manhuaçu é composta por uma equipe de campo, que visitará os bairros e distritos, e da equipe de mobilização social, que se reúne com as lideranças e autoridades para desencadear as ações.
Na manhã desta quinta-feira, 31, acontece uma reunião com a CDL, ACIAM, autoridades religiosas e conselhos. Haverá ainda apresentação na praça central da cidade, por meio do projeto “Minha Cidade sem Dengue”, que contará com a participação de todas as entidades envolvidas na mobilização. “No período da tarde teremos oficinas com professores, mobilizadores, agentes comunitários e outros multiplicadores de informação do combate à dengue. A terceira equipe do dengômetro e dengue móvel promove a troca de latas, objetos inservíveis, garrafa Pet e pneus, por óleo de cozinha e material escolar. No mesmo momento em que as equipes conscientizarão as pessoas sobre como evitar a doença” informa a coordenadora do Setor de Vigilância Ambiental. “É preciso que cada pessoa, cada cidadão, participe ativamente de nossa campanha. Já são mais de 2.200 casos positivos e não queremos que essa estatística aumente. Por isso convidamos todos os munícipes a participar e nos ajudar nesta campanha” – comenta Emilce Estanislau.


Informação e fotos:Eduardo Satil

Sobre o Autor

has written 4471 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com