Vacinação contra Paralisia Infantil em Luisburgo

Ao exemplo da mobilização que vem ocorrendo em todo o Brasil, Luisburgo deu início à Campanha de Vacinação contra a poliomielite no último sábado, dia 08. Durante todo o dia, as equipes de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde desempenharam trabalho intenso, atendendo a cidade e as localidades rurais que compõem o município – foi o Dia D, em sintonia com a Campanha Nacional de Vacinação.
A Secretaria Municipal de Saúde instalou postos de vacinação nas Comunidades dos Cristino, Barroso, Gameleira, Pedra Dourada, Santa Rosa, Hott, Santa Cruz, Borel, Suíço, Fortaleza, Prata e Córrego da Lage.

Campanha Nacional

A meta da campanha é vacinar, até o dia 21de Junho, 95% dos 12,9 milhões de crianças de 6 meses a menores de 5 anos que existem no país – ou seja, 12,2 milhões de crianças.
Em 2012, foram vacinadas mais de 14 milhões de crianças no país, o que representou 99% do público alvo. Desde 2012, o Brasil passou a realizar somente uma etapa exclusiva da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no mês de junho. No ano passado, todas as crianças até cinco anos incompletos participavam.
Já neste ano, o público alvo da campanha são as crianças a partir dos 6 meses, com a vacina oral (VOP), as chamadas gotinhas. Isso porque as menores de 6 meses já estão sendo vacinadas com a injetável (VIP) nos postos de vacinação. Os pais devem levar a caderneta de vacinação dos filhos para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança.
Vale lembrar que não existe tratamento para a poliomielite e somente a prevenção, por meio da vacinação. A vacina protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. A eficácia da imunização é em torno de 90% a 95%. Ela é recomendada mesmo para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia.
A vacina é extremamente segura e não há contraindicações, sendo raríssimas as reações associadas à administração da mesma. Em alguns casos – como, por exemplo, em crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina –, recomenda-se que os pais consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada.
O último caso registrado de poliomielite no Brasil foi em 1989, na Paraíba. As ações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) estão voltadas à manutenção do país livre do poliovírus selvagem. Desde 1994, o país mantém o certificado emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de erradicação da poliomielite.
Em Luisburgo, as crianças que ainda não tomaram a vacina devem ser encaminhadas para o Posto de Saúde no centro da cidade, até a data estipulada pelo Governo Federal para o encerramento da campanha (21 de Junho). Pais e responsáveis devem levar o Cartão de Vacinação.


Informação: Thomaz Júnior

Sobre o Autor

has written 4496 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com