Síndrome da segunda-feira

segunda-feira1Hoje inicia-se mais uma semana, e pode-se considerar que esta é a última semana produtiva do ano, já que as próximas duas semanas seguintes estão reservadas para festejarmos o natal e o final do ano, e assim nos preparamos para o princípio de mais um ano ao qual rezamos que seja melhor que este; mas aproveitando que hoje é a última segunda-feira produtiva do ano, permitam-me fazer uma reflexão sobre este dia, e para isso queira por gentileza responder as perguntas abaixo.

Você gosta da segunda-feira? Você conhece alguma pessoa que goste da segunda-feira ou que espere loucamente este dia chegar? Você acorda disposto para ir trabalhar as segundas-feiras?

Se você respondeu não a estas perguntas iremos agora reformulá-las: Domingo à noite, quando você houve aquela música de abertura do programa Fantástico, da rede globo, bate aquela depressão? Ou quando chega à hora de dormir, você sente um calafrio percorrer a espinha quando lembra (já que teimamos em querer esquecer) que o próximo dia é segunda-feira e terá pela frente mais uma semana de trabalho?

Agora, se você respondeu sim a estas perguntas, você provavelmente deve estar doente, acometido pela “síndrome da segunda-feira”, doença que não mata, mas que causa um grande mal e os seus sintomas, que geralmente acomete as pessoas no domingo à noite ou nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, são: cansaço, preguiça, irritação e desanimo, em alguns casos estes sintomas vêm junto com aceleração cardíaca e sudorese, mas, o mais normal é que estes sintomas sejam diferentes para cada pessoa.

Uma pesquisa do portal Monster, especializado em recrutamento e seleção on-line, mostrou que trabalhadores do mundo inteiro sofrem com está síndrome, e a prova disso é a insônia que inferniza as noites de domingo de quem precisa acordar cedo no dia seguinte para trabalhar. Segundo o estudo, 51% dos americanos custam a pegar no sono de domingo para segunda-feira. Entre os britânicos, este número chega a 53%, e apesar de não haver um número oficial entre os brasileiros estima-se que 7 a cada 10 sofram com este mal.

Segundo a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da Isma-BR, uma entidade internacional dedicada ao estudo do estresse, um dos motivos que ocasionam a “síndrome da segunda-feira”, é a mudança dos ponteiros do nosso relógio biológico, já que os horários geralmente são menos rígidos no sábado e no domingo, com está quebra da rotina nessas 48 horas a gente dorme mais do que de costume, come fora de hora ou mais tarde que o habitual sem falar nas cervejas a mais nas mesas dos bares. Com a chegada da segunda-feira, o organismo tem que, em numa curta fração de tempo, reajustar seus ponteiros para voltar à labuta cotidiana. É esse processo de readaptação, segundo Ana Maria, que está por trás desta síndrome.

Segundo o psiquiatra Leonardo Gama Filho, a síndrome de segunda-feira não chega a ser uma patologia, mas é um sintoma de que algo não vai bem na vida da pessoa. Por isso mesmo, o mais importante a fazer é tentar identificar as suas causas. Em muitos casos, essa síndrome não está relacionada apenas à vida profissional, pode ser motivada também pelos estudos e até mesmo pelo casamento.

Exageros à parte, a síndrome da segunda-feira é uma realidade, e para não sucumbir àquela depressão típica das noites de domingo, o melhor remédio, é criar alternativas de lazer não só nos sábados e domingos, mas também nos dias úteis.

Eu particularmente sugeria, um chope gelado com os amigos na terça, uma pizza com a família na quarta e uma sessão de cinema na quinta-feira. Mas lembre-se, o importante é realizar atividades que ajudem a amenizar o estresse ocasionado pela a semana.

Oferta

[secvitrine/chopp/6497]

Sobre o Autor

has written 4496 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com