Relizado em Manhuaçu o 8º FOREA.

Começou nessa sexta-feira o 8º ForEa- Forum Regional de Educação Ambiental. Manhuaçu está sediando o evento e conta com a participação de 31 municípios e aproximadamente seiscentas pessoas inscritas. A programação foi preenchida com varias palestras como: Uso e Ocupação do Solo Urbano e Rural, Segurança Alimentar e Diversificação da Produção: Agricultura Familiar e Merenda Escolar e oficinas sobre Papel Reciclado,Confecção de Embalagens, Confecção de Aquecedor Solar, Crochê com Sacolas Plásticas, Arte Café, Segurança Alimentar, Qualidade de Vida, Saúde do Produtor e Consumidor, Produção Familiar na Merenda Escolar, Manejo Integrado de Pragas, Métodos Alternativos de Controle de Pragas e Doenças na Agricultura, Mandalas e Hortas Urbanas na Produção de Hortaliças dentre outras.

Bertoldino Apolinário Teixeira Junior, diretor geral do IEF–Instituto Estadual de Florestas, ressaltou a importância do fórum de discussão ambiental e a participação de praticamente todos os municípios, principalmente das escolas, pois é o principal canal de multiplicação da conscientização ambiental.

ENCONTRO DE GESTORES NO FOREA

Durante o fórum, as principais lideranças dos municípios representados estiveram discutindo sobre a destinação de resíduos sólidos. A tendência hoje das cidades é de crescer e com esse crescimento demográfico, cresce também o problema do acumulo de resíduos sólidos. Mas esse não é um problema que atinge somente a área urbana, atinge também a zona rural de onde estão as nascentes de água e os produtores de alimentos. “Essa é uma situação grave para se pensar analisar e aí sim através do Forea buscar uma solução para hoje e para a próxima geração.” – destacou o prefeito Nailton Heringer.

Segundo o representante do ministério das cidades, Nathan Belcavello, o ministério tem desenvolvido ações principalmente na área de saneamento ambiental, há o incentivo a integração por meio de consórcios públicos para se tratar diversas questões ambientais “e nesse fórum de discussão pode estar a gêneses de um possível consórcio para se tratar a questão do resíduo solido”- pontuou Nathan.

Professor Marcos Magalhães destacou a importância dos gestores estarem reunidos para discutir soluções de sustentabilidade para seus municípios e destinando adequadamente os resíduos de suas cidades sobre tudo, o conjunto da sociedade deve estar articulado para efetivamente fazer o enfrentamento desse problema que é inesgotável e crescente. “Mas o processo é esse, construir gradativamente a grande política ambiental que podemos fazer”- ressaltou professor Marcos.

Informação e fotos: Secretaria de Comunicação Social Manhuaçu

Sobre o Autor

has written 4495 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com