ONG Bicho não é lixo comemora resultados.

A ONG Bicho não é Lixo está a mais de um ano desenvolvendo trabalhos de conscientização no cuidado com os animais. A entidade é parceira do canil municipal e auxilia nos cuidados dos animais que são abandonados.
O canil municipal foi reativado no ano passado a pedido do Ministério Público e foi adquirido um carro de apreensão e uma máquina de chip pela Prefeitura de Manhuaçu, mas a atividade teve que ser interrompida, no final de 2012, por falta de veterinário para atuar no local. O atual Governo, no início do ano, encaminhou um projeto de lei para a Câmara de Vereadores criando esse novo cargo, o que viabilizou a contratação do veterinário.
PARCERIA ENTRE A ONG E GOVERNO MUNICIPAL
Desde maio deste ano, o veterinário Leandro Carvalho Reis está atendendo ao canil municipal e destaca que a principal atividade do canil hoje é recolher os animais que estão abandonados na rua. Ao ser recolhido ele é vermifugado e castrado. Algumas mudanças foram implementadas, como por exemplo, a ração que hoje é utilizada tem uma qualidade melhor com preço mais acessível.
O canil municipal tem enfrentado diversas dificuldades, uma delas é a infraestrutura. O local onde está situado não é adequado, mas este ano o Governo municipal disponibilizou cinqüenta mil reais para melhorias do ambiente.
O presidente da ONG Bicho não é Lixo, Adimar Damasceno Breder, está sempre presente acompanhando o trabalho da Vigilância Ambiental junto ao canil e reforçando o dialogo entre a Organização e a Prefeitura. “A gente sabe que ainda há muito para ser feito e o trabalho da ONG é auxiliar para que não aconteçam os maus tratos com os animais” – destacou o diretor.
Neste mês, durante a campanha de vacinação de animais, a ONG distribuiu cartilhas nos pontos de vacinação. Em agosto, a campanha acontecerá nas escolas.
O fisioterapeuta, especialista em acupuntura, Fábio Mendes, é também membro da diretoria da ONG e ressalta que a expectativa é mobilizar a população com campanhas educativas, além de sugerir melhorias para o canil municipal com conceitos novos que leva em consideração o bem estar do animal.
Segundo a sub-secretária da ONG, Neima Rosa Lopes Silva, o trabalho é intenso e tem evoluído a cada dia. Ela anunciou que tem sido realizada uma experiência nova na cidade com o cultivo de ervas medicinais direcionadas ao tratamento de animais que chegam enfermos.


Informação:Aletheia Menks

Sobre o Autor

has written 4498 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com