Manhuaçu-Palestra marca comemorações da Semana da Enfermagem.

A 76ª Semana de Enfermagem Brasileira foi marcada em Manhuaçu com duas palestras abordando o tema A Enfermagem em Defesa do SUS. Organizada em parceria pelo Governo de Manhuaçu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital César Leite, as atividades foram realizadas no auditório da Câmara de Vereadores no Bairro Alfa Sul.
Coordenadores e profissionais de enfermagem das unidades de saúde do município, da UPA24h e do Hospital Cesar Leite participaram das atividades. A programação, realizada na terça-feira, 19, foi aberta pelo secretário de Saúde, José Rafael, que recepcionou os profissionais. Em sua fala, José Rafael destacou a importância do enfermeiro, que é o primeiro profissional com o qual o paciente pode contar.
As palestras foram direcionadas com o objetivo de discutir a atuação dos profissionais e questões éticas da profissão, além de representar uma oportunidade de aprimoramento e integração entre os profissionais.

PRÁTICA E ÉTICA PROFISSIONAL
A palestrante Beatriz Santana Caçador, professora de enfermagem da Universidade Federal de Viçosa, fez uma reflexão sobre a prática profissional e abordou o tema “A enfermagem: ética e responsabilidade profissional. A enfermeira lembrou que houve um avanço significativo na construção social da enfermagem, no reconhecimento da comunidade e destacou que hoje o profissional representa 60 % de todos os trabalhadores do Sistema Único de Saúde, uma força de trabalho significativa.
Do ponto de vista do processo de trabalho, segundo Beatriz Caçador, ainda existem muitos desafios, sobrecarga de trabalho e salários incoerentes com a responsabilidade assumida. “Temos ainda muita luta e a semana de enfermagem vem para isso também, organizar a gente como um coletivo, uma categoria que tem que se fortalecer para reivindicar questões que são para a melhoria da profissão e consequentemente da assistência para a comunidade” – lembrou.
A abordagem ética durante a palestra buscou destacar a importância das relações dos profissionais com a comunidade, o fortalecimento das práticas de acolhimento, de não olhar apenas a doença como se o sujeito fosse só um ser biológico. O chamamento ético visa pensar a própria postura profissional.
Sobre o setor de saúde em Manhuaçu, Beatriz Santana comentou que existe uma rede atuante, começando com a atenção primária que faz uma cobertura de 70 % do território e o serviço de urgência também desenhado. “É uma rede que tem fragilidades, mas que já é atuante, diferente do município de onde eu venho em que estamos caminhando para construir esse desenho de rede, aqui está mais avançado nesse sentido” – concluiu. A palestrante também lembrou que por ter uma organização mais avançada certamente a prática de enfermagem aqui tem uma outra configuração, que também está mais valorizada.

VALORIZAÇÃO E CONSTRUÇÃO DO SUS
A palestrante Deíse Moura de Oliveira, enfermeira e doutora pela USP – Universidade de São Paulo, falou da importância do debate em torno do tema “A enfermagem em defesa do SUS”. A regulamentação do SUS está completando agora 25 anos e ainda será realizada a Conferência Nacional de Saúde. “Será um espaço para que toda a população possa participar, trazer as necessidades que causem impacto para ações do próprio município no sentido de encaminhamento para nível de estado e até federal” – destacou.
A enfermagem enquanto corpo representativo do trabalho em saúde, segundo Deíse Moura, está se unindo na celebração do SUS e também lutando por melhorias pois sente, com os usuários, os diversos dilemas do sistema. “A conquista se faz com a luta diária. O SUS não está pronto, está em construção e é importante que aqueles que são atores desse processo, possam de alguma forma ajudar na consolidação” – lembrou.
“O SUS somos nós, profissionais que estão em cada ponto de atenção” – comentou Deíse Moura. Ela destacou que a enfermagem tem representação importante nesse trabalho em saúde, com mais de 60 % da classe de trabalhadores no setor. “Precisamos nos fortalecer mais enquanto grupo e essas semanas da enfermagem vem muito nessa direção, de fortalecer a enfermagem, ocupar o espaço que lhe é devido e com responsabilidade social, com ética e na construção da saúde” – finalizou.
Durante o encontro que durou toda a tarde, os participantes puderam debater os temas junto às duas palestrantes que foram bastante aplaudidas ao final. As semanas de Enfermagem começaram a ser comemoradas em 1960 quando o então presidente Juscelino Kubitscheck, reconhecendo o papel social da profissão, assinou o decreto 48.202 oficializando a sua criação. As atividades relacionadas à data são sempre promovidas à partir de doze de maio, Dia Internacional do Enfermeiro, data considerada um patrimônio cultural da ABEM – Associação Brasileira de Enfermagem.


Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu

Sobre o Autor

has written 4418 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2019 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com