Ensino superior gratuito em Carangola – UEMG

GOVCARANGOLA (MG) – No último final de semana, foi oficializada a incorporação da Fundação Fafile de Carangola, pela Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg). Com esta ação, a unidade passa a oferecer ensino gratuito aos 800 alunos matriculados. A integração foi concretizada com a assinatura de decreto pelo governador Antonio Anastasia, e também contemplou a incorporação das fundações educacionais de Campanha (Sul de Minas) e Diamantina (Jequitinhonha), além da Fundação Helena Antipoff (FHA), de Ibirité (região Central), beneficiada, ainda, com a criação do campus local. A solenidade ocorreu em Ibirité e foi transmitida por videoconferência para Carangola e as outras cidades.
Com a publicação dos decretos, serão transferidos automaticamente para a Uemg todos os alunos que, na data de publicação do documento, estejam regularmente matriculados nas fundações, assegurando-lhes o ensino público e gratuito, conforme determina a Lei nº 20.807, de 2013. Serão cerca de 2 mil alunos.
Braz Cosenza, presidente da Fundação Fafile de Carangola, destaca que a incorporação atende não só à questão constitucional, como também à social. “O Governo resgata o valor à Constituição, com o ensino superior público, gratuito e de qualidade para o interior do Estado. Além disso, essa é uma ação pontual que incide diretamente na questão social. A gratuidade vai alavancar o acesso ao ensino superior. O número de inscritos para nosso vestibular praticamente dobrou”, revela. O vestibular da Fundação será realizado dia 08/12. São disponibilizadas 300 vagas para os 10 cursos que a unidade oferece: Administração, Serviço Social, Ciências Biológicas, Letras, Matemática, Pedagogia, Geografia, História, Turismo e Sistema de Informação.
Absorção em 2014GOV1
Em 2014 será efetuada a próxima etapa de incorporação das fundações educacionais, com a absorção pela Uemg da Fundação Educacional de Divinópolis (Funedi), Fundação Educacional de Ituiutaba (FEIT) e Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP).
“Estamos criando toda infraestrutura para assegurar comodidade e condições adequadas de aprendizagem para os alunos da Uemg, que devem saltar dos atuais 5.700 para mais de 18 mil, quando estiver concluída a expansão e reestruturação”, assegura o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues.
O trabalho para ampliação da Uemg, que envolve a conclusão da estadualização de todas as fundações, como também a reestruturação de toda a universidade, tem à frente a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), com a participação da Advocacia Geral do Estado (AGE), Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Secretaria da Fazenda (SEF) e da própria Uemg, além da parceria com as fundações.
A autorização para o processo de absorção foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e, quando concluído, o número de cursos de graduação oferecidos saltará de 32 para 112, e o de professores subirá de 853 para 1800.

Com informações da Agência Minas

Sobre o Autor

has written 4397 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2019 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com