Emater-MG é eleita a melhor empresa de desenvolvimento agropecuário do país

Pela segunda vez a Emater-MG foi uma das vencedoras do prêmio Melhores do Agronegócio da revista Globo Rural. A empresa ficou em primeiro lugar na categoria Desenvolvimento Agropecuário. A premiação é feita com base em dados coletados pela Serasa Experian relativos ao exercício de 2010. Para o presidente da Emater-MG, Maurilio Guimarães, a vitória representa o trabalho e a dedicação de todos os funcionários da empresa e a qualidade dos serviços prestados.
“Esse prêmio é fruto do trabalho e dedicação de todos os funcionários da empresa. É um reconhecimento pelo empenho da Emater-MG e do governo de Minas Gerais para fortalecer o setor de assistência técnica e extensão rural, garantindo um atendimento de qualidade para os agricultores familiares. Essa premiação é também uma demonstração de que a Emater-MG tem uma gestão moderna e eficiente, priorizando a capacitação e valorização de seus profissionais”, afirma o presidente Maurilio Guimarães.
A cerimônia de entrega do prêmio acontece no dia 24 de outubro, em São Paulo. Durante o evento será lançada mais uma edição do Anuário do Agronegócio da Editora Globo. A publicação traz os rankings das melhores e maiores empresas dos diversos segmentos ligados ao setor agropecuário do Brasil e reportagens especiais com os vencedores do prêmio “Melhores do Agronegócio 2011”.
Referência Nacional
A Emater-MG, órgão vinculado à Secretaria de Agricultrua, Peucária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), é considerada referência nacional no setor de extensão rural. A empresa está presente em 787 municípios mineiros, onde atua na prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural por meio de diversos programas e projetos, que priorizam o desenvolvimento rural sustentável.
Segundo Maurilio Guimarães, a prioridade da Emater-MG é aumentar ainda mais a qualidade do serviço prestado. “Nós estamos investindo na qualificação dos nossos extensionistas e buscando melhorar cada vez mais as condições de trabalho. Dessa forma, o maior beneficiado é o agricultor”, diz.
De acordo com o presidente, a Emater-MG atua em diversos programas e ações que contribuem efetivamente para o fortalecimento da agricultura familiar mineira. “Os programas desenvolvidos pela Emater-MG têm apresentado excelentes resultados, contribuindo para que o produtor tenha condições de melhorar a produtividade de sua propriedade, agregar valor ao seu produto, atender às exigências do mercado e comercializar com um bom retorno financeiro”, explica Guimarães.
Para o presidente, um dos diferenciais da empresa é o trabalho voltado para a preservação ambiental. A Emater-MG tem estimulado o equilíbrio entre o crescimento econômico e o respeito ao meio ambiente, organizando ações voltadas para as questões socioeconômicas e ambientais. O objetivo é a regularização das atividades produtivas conforme a legislação. Para tanto, a empresa promove a educação ambiental por meio da socialização de conhecimentos, a implementação de projetos, práticas e ações ambientais. Maurilio Guimarães também destaca o trabalho voltado para a segurança alimentar e nutricional da população rural e urbana. Por meio de diversas ações, a instituição contribui para a inclusão da população de baixa renda no processo produtivo, especialmente os agricultores familiares.
Os principais indicadores dos resultados da Emater-MG podem ser conferidos em programas, como o Minas Sem Fome, Certifica Minas Café, Minas Leite, Programa de Aquisição de Alimentos e Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Minas Sem Fome
O Minas Sem Fome, criado em 2003 e executado pela Seapa por meio da Emater-MG com apoio das prefeituras, é um dos Projetos Estruturadores do governo de Minas Gerais. O objetivo é implementar ações que contribuam para a inclusão da população de baixa renda no processo produtivo, especialmente agricultores familiares. O programa estimula a produção de alimentos, agregação de valor e geração de renda, visando a melhoria de suas condições de segurança alimentar e nutricional. A Emater-MG é responsável pela mobilização dos agricultores, compra e distribuição dos insumos e assistência técnica. Em 2010, 645 municípios foram atendidos pelo Minas Sem Fome e 259.078 famílias foram assistidas. Foram realizados 315 cursos de capacitação, beneficiando 5.353 agricultores. 17 sistemas de abastecimento de água foram implantados e 80 tanques redes entregues. Para 2011, o Governo de Minas Gerais vai investir no Minas Sem Fome cerca de R$ 6 milhões e a meta é atender 200 mil famílias.
Certifica Minas Café
Iniciado em 2007, o Certifica Minas Café é um programa do governo de Minas e executado pela Emater-MG e pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgãos vinculados à Seapa. A proposta é estimular os produtores a adotarem boas práticas de produção e uma gestão moderna da propriedade para agregar valor ao café mineiro. A Emater-MG orienta os produtores sobre as adequações das propriedades candidatas ao processo de certificação. Atualmente, cerca de 1.230 propriedades no Estado estão certificadas pelo programa. 150 municípios participam do Certifica Minas Café. A meta é fechar 2011 com 1.500 propriedades certificadas.
Programa Minas Leite
O programa Minas Leite, lançado em 2005 pelo governo do Estado, tem o objetivo de modernizar a cadeia produtiva do leite e agregar valor ao produto. Por meio do programa, os produtores aprendem a maneira correta de produzir leite de qualidade e a fazer uma gestão eficiente da propriedade. O Minas Leite é coordenado pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e executado pela Emater–MG. A iniciativa é desenvolvida em 263 municípios mineiros e 800 propriedades são acompanhadas. Para 2011 a meta é atender 1 mil propriedades.
Crédito Rural
A Emater-MG estimula o incremento e a utilização adequada do crédito pelos agricultores familiares, como condição para aumentar a capacidade de produção agrícola, a geração de empregos e de renda no campo, fundamentais para a melhoria da qualidade de vida das pessoas no meio rural. Minas Gerais é o segundo estado em aplicação de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Na safra 2010/2011, foram investidos R$1,7 bilhão e assinados 160 mil contratos em Minas Gerais.
Paa e Pnae

A Emater-MG também estimula a participação dos agricultores no mercando insitucional por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Nos dois casos, a empresa tem uma ampla atuação que vai desde a orientação dos agricultores e a capactiação em boas práticas de fabricação até a elaboração de projetos técnicos e a emissão dos documentos exigidos. Através do PAA os alimentos produzidos pela agricultura familiar são comprados pela a Companhia Nacional de Abastecimento e doados a escolas públicas, creches, asilos e instituições assistenciais. Com relação ao Pnae, os produtos dos agricultores familiares são vendidos para as escolas. Os dois programas são uma garantia de mercado para os pequenos produtores. Em 2010, pelo Programa de Aquisição de Alimentos, 18 mil agricultores foram beneficiados em 370 municípios mineiros. Em 2011, a meta é atender 13.664 agricultores. Já pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar, em 2010, foram beneficiados 6.320 produtores, em 457 municípios. Para 2011, a meta é atender cerca 6.411 agricultores.

Assessoria de Comunicação Emater-MG

Ofertas

 


Sobre o Autor

has written 4496 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2020 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com