Conselho de Turismo prossegue com discussões em torno do Plano Municipal de Turismo.

O Conselho Municipal de Turismo de Manhuaçu dá prosseguimento às discussões em torno do Plano Municipal de Turismo. Aconteceu na tarde desta segunda-feira, 17, reunião na sede da Secretaria de Cultura e Turismo entre o conselho e a empresa MGTM, contratada com o objetivo de prestar consultoria na construção e execução do Plano. Conduziu o encontro a presidente do Conselho, Maria Aparecida Sales Franco.
“A reunião é ordinária e acontece, por enquanto, mensalmente, porque estamos em fase de organização do Conselho, que estava desativado” – explica a presidente. O Conselho de Turismo foi reativado em maio deste ano por meio de iniciativa da Secretaria de Cultura em parceria com diversos setores da sociedade. “E nessa reunião o nosso foco foi a elaboração do Plano Municipal de Turismo, ele é extremamente importante” – diz Aparecida ao esclarecer que o Plano vem articular todas as ações de fomento ao turismo no município. “Em todas as áreas há a necessidade de se criar um plano para que tenhamos uma orientação nos passos que precisam ser dados a curto, médio e longo prazo, das iniciativas prioritárias e, futuramente, as derivadas dessas iniciativas. E também os recursos necessários para que consigamos implementar cada ação que o plano vai sinalizar” – continua Aparecida.
Para auxiliar nesse processo, o Governo de Manhuaçu contratou a empresa de consultoria MGTM, de Belo Horizonte, que tem orientado, tanto na parte jurídica quanto na posterior implementação das ações. “É uma fase importante que fechamos nessa ocasião, enxergando algumas modificações que precisam ser feitas. A empresa de consultoria ficou de nos passar para fazermos uma análise individual e depois repassarmos algumas propostas de alterações que a empresa vai fazer dentro do plano. Após isso, fechamos o Plano, encaminhamos à Câmara para que ele se torne uma política municipal” – conclui a presidente do Conselho.

ICMS TURÍSTICO
Solano de Souza Braga, consultor da MGTM, comenta que a atuação da empresa em Manhuaçu tem sido no sentido de inserir o município na política pública estadual para que, dessa forma, ele esteja habilitado a receber o ICMS Turístico. “Essa política tem várias exigências. O município precisa fazer parte de um circuito, o que é o caso de Manhuaçu, que integra o Circuito Pico da Bandeira. O município precisa ainda ter um inventário turístico. Manhuaçu já tem, mas vamos atualizá-lo. Outra exigência é o Conselho de Turismo, que foi reativado esse ano e, por fim, que tenha o Plano Municipal, que é o que estamos discutindo” – explana Braga. Segundo ele, o ICMS turístico é importante por ser uma fonte de renda a mais para o município. “Vemos que a cidade tem muitas demandas, seja na saúde, educação etc., então é difícil para o prefeito justificar investimento em turismo” – pondera o consultor. “Mas quando geramos uma fonte de arrecadação a mais, a gente fortalece o setor e conseguimos investir isso no próprio setor turístico. Temos hotéis, restaurantes, enfim, isso gera renda para o município, gera emprego, então vemos que isso é uma linha de mão dupla, gera um ciclo de crescimento” – defende.

Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu

Sobre o Autor

has written 4518 stories on this site.

Webmaster do Portal Carangola. admin@portalcarangola.com

Escreva seu comentário

Gravatar são pequenas imagens que podem mostrar sua personalidade. Você porde pegar o seu gravatar grátis!

Seu nome e email serao checados,se não forem validos, seu comentário não será publicado

Seu email será CHECADO mas não será divulgado

Copyright © 2021 Portal Carangola . All rights reserved. Powered by Webmaster webmaster@portalcarangola.com